segunda-feira, 4 de junho de 2012

Hamburguer

Típica moça da burguesia. Tinha dinheiro para burro e não pensava duas em vezes em utilizá-lo. Claro, eu fodia-me lindamente para dar conta de seguir seus passos. O que eu poderia fazer? Fazia-me dançar rock'n'roll em pé, sentado, aonde quer que nos encostávamos. Não ia discutir. Trabalhava até altas horas da manhã durante a semana, fazia bico, free-lance, o escambau. Comê-la-ia até cair de estafa. Não desistiria só porque estava sem um puto pila no bolso. Iria em frente, qualquer que fosse o preço.
Era linda e totalmente desinibida. Bancava a tímida para ludibriar os encautos. Já não caia mais nessa. Quando a conheci, pensei que fosse uma dessas bonequinhas de luxo que não chupam nem deixar lambuzar-se em suas carnes. Qual nada! Sabia mentir a própria sedução. Na primeira vez, convidou-me para o seu apartamento e tal qual Norweegian Wood, acordei sozinho naquele lugar desconhecido. Totalmente louca. Totalmente perdido, seguia-a não importa o preço.
Dear Miss Someletter,

I am missing you.

Yours,

Miss Anotherletter.

sábado, 21 de abril de 2012

Citações de filmes.

"O amor, apesar do que dizem, não vence tudo. Nem mesmo costuma durar. No final, as aspirações românticas da nossa juventude são reduzidas a ao que pode dar certo. Entendeu?" Boris Yellnikoff. "Tudo Pode Dar Certo". 2009. Wood Allen.

I'm a loser


"Although I laugh and I act like a clown           
Beneath this mask I am wearing a frown.       
My tears are falling like rain from the sky
Is it for her or myself that I cry?"

Sometimes I remember these lines

Dialogues.

So I said to her: "Let's do real shit, honey."

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Há alguns anos o velho forasteiro voltou à sua terra natal. Era como um rio caudaloso que corria livre, todas as sensações e lembranças retornavam nítidas. Por que havia partido? Não seria bom ficar por tempo indeterminado? Ele balançou a cabeça e pegou sua mochila. Há coisas que estão melhor no passado. E há cortes que demoram para cicatrizar.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

If I could handle it once...

Why it seems so hard, sometimes, to handle it twice?

"Now there's no love
As true as the love
That dies untold
But the clouds never hung so low before"